Doutoramento em Museologia

Apresentação

A museologia define-se como um meio de intervenção social e de comunicação ao serviço do desenvolvimento das comunidades que serve, não se limitando às tarefas tradicionais em que tantas vezes é colocada e que reduzem o Museu à simples condição de armazém de objetos.

A formação Pós-Graduada em Museologia na ULHT trata no essencial da intervenção museológica local, que pela sua prática e projetos, se têm afirmado como uma museologia inovadora e com uma forte ligação ao meio onde está inserida, partilhando com o poder local responsabilidades crescentes no domínio do planeamento e coordenação de ações culturais e museológicas, identificação e valorização do património, e definição de políticas públicas culturais.

O grau de Doutor em Museologia deve comprovar a realização de uma contribuição inovadora e original no campo da Museologia, um alto nível de aperfeiçoamento e a aptidão para realizar trabalhos científicos independentes.

O 3º Ciclo em Museologia conta com o apoio permanente de Professores de várias Universidades estrangeiras, em particular da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Grau | Duração | ECTS

Doutor | 3 anos | 180 ECTS

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de Doutor:

  • Os titulares de grau de mestre ou equivalente legal;
  • Os titulares de grau de licenciado, detentores de um currículo escolar ou científico especialmente relevante que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do doutoramento;
  • Os detentores de um currículo escolar, científico e profissional que seja reconhecido como atentando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Comissão Científica do doutoramento.

Coordenação científica

Prof.ª Doutora Judite Primo

Investigação

O Doutoramento em Museologia desenvolve a sua investigação no âmbito CeiED, uma unidade de I&D constituída na ULHT para as áreas da Educação, Património, Desenvolvimento Humano e Museologia. O CeiED aposta numa forte internacionalização da sua atividade científica, valorizando as relações e redes estabelecidas em diferentes espaços linguísticos e culturais, dando destaque aos espaços anglo-americano e francófono, assumindo a prioridade de constituição de redes e de modos de cooperação no Espaço Lusófono, bem como no Espaço U.E e A. Latina, onde lidera uma das mais ativas e representativas redes universitárias (RIAIPE).

A investigação desenvolvida pela Museologia, prioriza o Grupo 4-Memórias, culturas e patrimónios do CeiED, onde desenvolveu o Laboratório Experimental de Museologia & Educação (LEME), que tem por missão implementar um novo entendimento do lugar dos recursos expográficos, o papel da Sociomuseologia nos diferentes contextos socioculturais e educativos e, a importância da inovação expográfica, das novas tecnologias, os diferentes processos de hibridação sociocultural, novos processos de construções identitárias e patrimoniais.

O CeiED desenvolve vários projetos de investigação com financiamento Nacional e Internacional e publica a Revista Lusófona de Educação avaliada e inserida em várias redes internacionais de revistas científicas com mais de 30 volumes publicados.

A atividade investigativa dos doutorandos insere-se nas linhas de investigação do CeiED e do Observatório como parte integrante da atividade.

Regime de funcionamento

O calendário e horário dos seminários é divulgado com antecedência e toma em consideração a frequência simultânea do Programa por estudantes bolseiros (ou equiparados a bolseiro) e em regime pós-laboral, nacionais ou estrangeiros.

Para os estudantes estrangeiros estão previstas formas de organização que articularão presenças em Portugal com a investigação empírica feita nos respectivos países. Nos meses de Janeiro e Julho de cada ano realizam-se, de modo concentrado, os seminários previstos na parte curricular do Programa Doutoral. Esses períodos de estadia em Portugal permitem igualmente aos estudantes um contacto estreito com os orientadores, a realização nas bibliotecas portuguesas da revisão de literatura necessária à respectiva pesquisa, bem como a frequência de iniciativas científicas e culturais. O Programa dispõe de meios de Educação a Distância que apoiarão os candidatos em todas as fases da sua pesquisa. No âmbito de protocolos existentes com IES estrangeiras, ou pertencentes ao Grupo Lusófona, podem ser desenvolvidas formas de apoio presencial nos países de origem, nomeadamente de carácter metodológico, quando para tal existam condições materiais e científicas.

Plano de Estudos

Despacho n.º 9288-AE/2007, de 21 de maio, alterado pelo Despacho n.º 10672/2012, de 07 de agosto
1.º Ano/ Tronco Comum Semestre ECTS
A Função Social do Museu Anual 10
Estudos Aprofundados em Museologia Anual 10
Museologia e Computação Anual 10
Museologia e Educação Anual 10
Museologia e Questões Sociais Contemporâneas Anual 10
Políticas Culturais e Museologia Anual 10
2.º Ano/ Tronco comum Semestre ECTS
Tese (2ºano) Anual 45
Metodologias de Investigação em Museologia Semestral 10
Seminário de Investigação em Museologia Semestral 5
3.º Ano/ Tronco comum Semestre ECTS
Tese (3ºano) Anual 60

Saiba mais